29 de set de 2006

ELE : ESTAMOS SÓS!


ELE : Estamos sós!
Estamos sós!
Estamos prontos!
Olhos fixos um no outro!
Nossas roupas jazem espalhadas pelo quarto,
entre nós não há mais nada!
Apenas este momento,
o momento de nosso encontro!
Sinto o perfume que teu corpo exala,
respiro ofegante;
pulsa meu coração feito louco, em disparada!
Aconchego-te em meu abraço,
sinto em meu peito, teus mamilos tesos!
Beijo teu pescoço por etapas,
e a cada beijo,
cravas as unhas em minhas costas,
feito estacas!
Estamos atados,
neste instante presos,
pelos nossos desejos...
Toco a tua nuca os meus beijos,
embrenhando-me nas madeichas de seus cabelos!
E a cada beijo, murmuras em meus ouvidos,
palavras desconexas,
palavras!?
Murmúrios que encontram ecos em meus desejos...
Tua boca em meus ouvidos,
o lóbulo de minha orelha mordiscando,
é vento que atiça as chamas em mim instaladas,
sou puro desejo!
Meu sangue fervendo leva-me ao fim dessa jornada...
Tu se afasta, retrocedendo!
Não queres o fim...
Tua boca,
volta á minha boca,
estala beijos molhadíssimos de desejos,
beijos vão um a um,
nascendo e morrendo,
num instante de êxtase intenso!
Sendo um do outro por inteiro,
neste momento de profunda entrega!
Vais se rendendo aos meus beijos,
vais me envolvendo nos beijos seus,
e nosso encontro,
esta apenas no começo agora!
Edvaldo Rosa 17/09/2006

Nenhum comentário: