19 de mar de 2010

“Do que escrevo” - Glória Salles



“Do que escrevo” - Glória Salles

Meus escritos são sobre a vida
Do movimento deste ciclo intenso.
Da história bem ou mal vivida...
Do momento raso, e do instante denso.

Escrevo quando sinto o beijo da aragem
Ou se fustigantes ventos me agitam
Do amanhecer, da perfeição desta imagem.
Ou se os mais secretos sentimentos gritam

Falo da fantasia que alimenta o coração
Camuflada nos tópicos da minha realidade
Falo das tormentas que entremeiam a emoção
E da placidez vagando a minha verdade

E é na multidão densa da minha solidão
Que deixo o verso expor a nudez do coração.

Glória Salles


Tarde com poesia...
Que o anoitecer te encontre sorrindo...


Bora brincar de "peteca" na ilha de Paquetá??


Beijinhos

1 de fev de 2009

O SILÊNCIO...



O silêncio...


Comecei a pensar no silêncio, nas suas possibilidades boas e más, a partir de um contato com uma amiga que estava quieta em seu canto, e que eu, fui tocar com os meus pensamentos.

Penso que a quietude é um estágio presente na vida, um modo de estar frente á frente com a vida e que traz uma infinidade de possibilidades para quem esta passando por ela.

Aquietar-se possibilita um reencontro com nós mesmos.

Silenciar pode , assim, trazer-nos á consciência outros aspectos de nossa própria vida que estávamos deixando passar despercebidos.

Vasculhar as nossas emoções, tocar com uma nova visão os nossos sentimentos, trazem sim, beneficios em quantidade, portanto, não tenhamos medo de encararmos a nós mesmos.

E mesmo aspectos negativos, não podem e nem devem ser deixados de lado, vasculhados e análizados.

Isolar-se antes de ser negativo, deve ser encarado positivamente, mesmo por que, não devemos nos deixar vencer por desânimos e negativismos.

Na procura de nosso eu mais intimo e verdadeiro não podemos nos deixar desanimar, por qual motivo seja!

É em nosso intimo, que reside todo o virtualismo do nosso futuro!

E o silenciar, pode ser apenas um modo, de dar tempo para que outras possibilidades para a nossa vida, cumpram o seu “tempo” de germinação! E de posterior maturação!

Este estado de estar além de tudo, dá chance para que nos encontremos com outras oportunidades, que de outra forma passariam despercebidas á nossa consciência.

E quantas idéias novas não germinam neste campo fértil?

E quantas maravilhas não foram criadas por mentes brilhantes após fases de silencio e isolamento?

As maravilhas encontradas nas obras literárias, não foram escritas certamente, sob o peso do caos que é todo o burburinho da vida!

A vida é também a existência de sons e barulhos, mas também de silêncios!

Na verdade não sabemos muito bem a que viemos a este plano de existência, mas com os sentidos enlouquecidos e por vezes distorcidos é que não vamos descobrir o nosso papel nesta vida.

No livro “ Quinta Colônia, Dimensão e Caminho do Paraíso “ de Jacó Filho, editora idéia, este aspecto da vida é fortemente e brilhantemente abordado.

O encontrar-se consigo mesmo pode trazer surpresas!

E a nossa vida certamente nunca será mais a mesma!

A partir do despertar de nossa consciência, da formulação de nossos pensamentos e de uma adequada exposição de nossos sentimentos, estaremos cumprindo com a nossa parte no processo de transferência de consciência individual para a coletiva. Dando assim, a nossa colaboração, para o desenvolvimento da vida humana.

Mas como tudo traz algum risco, as distorções nesse processo serão tão grandes, quanto a facilidade ou a dificuldade em obtê-lo!

Se temos algum controle sobre a vida e seus caminhos, que tenhamos sobre as nossas vidas, primeiramente!

E que tudo que advir de nossa quietude, possa ser proveitoso e o máximo possível de positivo.

Quanto ao silêncio imposto, autoritário, arbitrário este sim é perigoso e daninho, tanto em uma escala individual quanto coletiva.




Edvaldo Rosa

www.edvaldorosa.com.br

29/01/2009

SERÁ O FIM PRÁ NÓS?



SERÁ O FIM PRÁ NÓS?



Coisas loucas saindo por nossas bocas,

palavras duras contrarias ás doces juras de amor,

vão cavando trincheiras, cavando abismos

que dificultam o contato entre nossos corpos...

Que espantam a possibilidade de novos beijos,

que afastam nossos braços uns dos outros,

que nos transformam pouco a pouco

em dois loucos...

Totalmente sós!

Coisas loucas saindo pelas nossas bocas,

pedras atiradas sem dó!

O que estamos fazendo um com o outro?

Onde o amor professado até ainda a pouco?

O carinho, o respeito, cadê?

Aos nossos olhos nossas faces se desvanessem,

não identificamos mais um ao outro...

Será o fim prá nós?




Edvaldo Rosa

26/01/2009

WWW.EDVALDOROSA.COM.BR

SABOR PITANGA - RESENHA



Sabor Pitanga - Resenha


Fui buscar dentre minhas memórias o sabor pitanga com o qual adocei em certo momento a minha vida... Fui buscar em mim alguma referência que me auxiliasse a entender o espirito que permeia o livro de poesias de Marilene Teubner, Sabor Pitanga.
A pitanga é uma fruta carnosa, vermelha (a mais comum), amarela ou preta, e bastante saborosa, rica em cálcio, a pitanga é nativa da mata atlântica brasileira, encontrada desde Minas Gerais até o Rio Grande do Sul.
Pode ser encontrada também na ilha da Madeira, Portugal, onde foi introduzida.
Mas sobretudo a pitangueira é nativa das terras brasileiras, e assim, o Sabor Pitanga é bem brasileiro!
A palavra “pitanga” vem do tupi-guarani, e significa “vermelho”.É por isso que nos poemas do livro Sabor Pitanga de Marilene Teubner os sentimentos são constantes e profundos.
A planta é cultivada tradicionalmente em quintais domésticos. Dá-se bem em terrenos arenosos junto às praias e os frutos são ótimos atrativos para pássaros.
Não é de se estranhar, portanto, que os poemas contidos no livro Sabor Pitanga de Marilene Teubner, quase uma centena, venham do fundo de seu coração, de sua mente e de sua alma.
É fato que o auxilio de sua vivência, tanto pessoal quanto poética, trouxeram ao livro Sabor Pitanga um frescor e uma vitalidade que rivalizando com a planta pitangueira, atrai e conquista o leitor já na leitura de suas primeiras páginas.
Não é demasiada a apresentação da poetisa na página 7, através de um acróstico de Dirce Cecilia Cozatti.
É de extrema sensibilidade a prescrição feita pela autora na página 9, com o poema “ Medicação “.
Assim contrariando a natureza da árvore, pitangueira, que tem um desenvolvimento moderado, já nos primeiros poemas do livro Sabor Pitanga podemos perceber uma crescente torrente de sentimentos...
Se a árvore é medianamente rústica, o mesmo não se aplica aos poemas de Marilene Teubner em seu livro Sabor Pitanga, a menos que consideremos sentimentos puros, profundos como rústicos!
Quanta sensibilidade vai sendo encontrada a cada página lida.
Chamou a minha atenção “Últimos versos”, quanto amor... Em “Perigo” , a ameaça de se amar demais!
Encontrei filosofia incrustada em “ Ostra “, que apreendamos a viver então.
E os temas das poesias de Marilene Teubner, em Sabor Pitanga, vão desfilando ao olhar atento com uma sensibilidade fina e antenada com a vida cotidiana, com os sentimentos e pensamentos das pessoas de hoje, mas que sonham amores e tecem desejos de tempos idos, quando tudo parecia ser bem melhor do que agora.
Assim, Sabor Pitanga, resgata valores importantes do ser humano, fala de desejos que todos, homens e mulheres, trazem dentro de si e que inibem sob o peso do dia a dia tão corrido, mais, Sabor Pitanga, revela a nossa face mais pura, “rústica” talvez, por não usar máscaras, agradável e amorosa.
Sabor Pitanga é um delicioso livro. E os seus poemas trazem o frescor de nossos melhores momentos vividos, e a esperança de vivermos estes mesmos momentos, caso não os tenhamos vivido.
Por fim, nas palavras de seu editor, Rossyr Berny, da editora Alcance, “ Pitanga, como a fruta, é um beijo sedento que mata a sua sede nos lábios da poesia e do amor. Delicie-se! “

Em tempo:

Sabor Pitanga
Marilene Teubner
Editora Alcance – 2008

Contato com a autora:

marileneteubner@hotmail.com

Edvaldo Rosa
WWW.EDVALDOROSA.COM.BR
27/01/2009

10 de set de 2008

MARILENE TEUBNER




PAZ E AMOR SEMPRE...

P-ara uma vida feliz
A-mor, ternura e esperança.
Z-ele por tua paz.

E- encontrara

A- magia do viver
M-esclando em altos e baixos,
O-rgulho, vaidades, simplicidade.
R-otinas variadas.

S-iga, no caminho tortuoso.
E-m ritmos descompassados
M-ergulhe em si, em busca da
P-erfeita harmonia do certo e errado.
R-epita o certo, descarte o errado.
E-squeça as magoas e “viva o amor”.

Marilene
09/09/08
"Marilene Teubner"




APENAS MOMENTO


Voltando a realidade
de ser apenas sonho.

Podendo mentir
"Em ser a autora"

Não mente....

Pois tem a oferecer
Muito mais do que
Simples prazeres.

Retira-se.

Perde espaço
Pois sabe...

Não preencher
Este vazio

Marilene
03/09/08

LUIZA MOREIRA



SONETO AO REGRESSO...

Fico no aguardo, meu amor, do seu regresso;
rememorando a doçura de seus beijos.
Ausência é triste e por isso eu lhe peço:
não se demore a matar o meu desejo.

Com seu olhar que me desvenda e me seduz,
incita a minha natureza de mulher.
Seu corpo ardente e seu afago que conduz,
constrói o ato e faz de mim o que bem quer.

Outro não houve que fizesse assim comigo,
me entregar dessa maneira tão intensa.
Encontro paz, tranquilidade, ombro amigo;

na intimidade do prazer, efervescência.
Gostar de outro eu não vejo mais sentido.
Eu sou só sua, corpo, alma, enfim...essência


Luiza Moreira

8 de set de 2008

MARICI BROSS - IN MEMORIAN



O Mar de Tuas Mãos

Marici Bross



O mar avança
suavemente, sobre a areia
E você suavemente
sobre meu corpo

Corpo que exala paixão
E de tuas mãos, ávidas
carinhosas a me percorrer

A lua continua linda,
Não ofereço resistência
mas estremeço a teu toque

Mãos que afagam
num frenesi ardente
levando-me a explosão
total de sentimentos

Marici Bross

24/04/02


Loucura

(Marici Bross)

Deste amor gostoso
nascem, em mim,
poemas e flores

Onde sou a terra fértil
e depositas teu grão
Para que germine

Mas que loucura, é esta,
Que me desequilibra,
E tira meus pés do chão

Que loucura gostosa
É está que me transporta
as nuvens
que tira, meus pés
do chão.

Que loucura,
gostosa é esta
Que me leva
Ao teu coração.


Marici Bross.

14/05/02.


Ir, voar, levitar.

Marici Bross


Neste levitar de emoções
Levo minha alma as alturas
Vôo como a águia sem rumo
Num torvelinho de emoções

Um voar leve,
Quase um planar de emoções
Um ir, um voar, um levitar

Estou flutuando
Como a brisa que chega
E invade meu corpo

Vou neste infinito
Sem saber aonde chegar
Não importa.
As emoções chegam
Se instalam
E enchem minha alma de amor.

E assim chego a você.
Onde encontro meu porto seguro
Para minhas asas repousar.
Bendito seja,
Meu Pai de Amor.

MARICI BROSS

EUDÁLIA A.


RETALHOS DE UMA VIDA INTEIRA...


Nossa vida seja sim,
como pequenos retalhos//
Que aos poucos vamos juntando
com pequenos pontos de alinhavo//
Sejam retalhos de alegria,
outros de lembranças do passado//
E nesses alinhavos vamos juntando nossas lenbranças,
que um dia foram tão importantes pra nós//
Muitas vezes deixamos escapar os pontos do alinhavo,
mas com jeitinho podemos sempre retomá-los...
Voltemos aos nossos momentos vividos, recortados,
aos nossos retalhos de uma vida inteira//
Vida que vivemos e que nem sempre damos o valor que deveriamos ter dado//
E assim vamos fazendo nossa colcha de retalhos: A nossa vida!
Sejam retalhos sim,
mas que pelo menos sejam retalhos de cetim...

Eudalia A.
29/02/2008

ANA MÜLLER



OPOSTOS

Anna Müller

Bastam poucas palavras vindas de ti
para que a alegria teime em regressar.
É uma sensação estranha que nunca senti,
ter de lutar entre o partir e o ficar.

Um lado de mim insiste vigoroso na partida,
o outro, crê na tolerância e teima e implora
que não chegue jamais o momento da despedida,
e que a vida, sentencie o momento de ir embora.

Lados opostos degladiam-se num imenso conflito.
A realidade do lado de fora, açoita sem piedade,
A fantasia refletida, a mostrar um lado bonito
teimando em dizer que existe sim, a felicidade.

E dia-a-dia, a vida transtorna e maltrata...
e seu reflexo, desconhece a razão e emoção;
vida essa, que dá e tira de maneira ingrata,
e o faz-de-conta segue preenchendo o coração.

O lado de fora não teme em perder o pouco que tem,
mas o reflexo, teme abrir mão de um grande amor.
A razão diz que a solidão não maltrata ninguém,
a emoção, afirma que ela só traz amargura e dor.

Dói tanto na carne essa realidade injusta e cruel;
Arranca sem dó, todos os sonhos, toda a esperança.
Transforma os caminhos da vida carregados em fel,
restando ainda o sono, e nele, voltar a ser criança.

E sonhar e sonhar no reflexo dessa imaginação
que não venha mais o doloroso e frio despertar...
Que eu viva no paralelo, reflexo da minha razão,
a ter que voltar a realidade e abrir mão de amar.

ANNA MÜLLER

LULI COUTINHO



Bailarina Encantada


E como um cisne bailava...
Imagens formadas na mente
E em meio à luz que iluminava
Rodopiou célere com seu amante.

Imaginados traços naquele salão
O doce par em valsa, os abraços...
Sentindo os pés saírem do chão
Os rodopios, a menina, os laços.

Lembrou-se da Primavera...
Das flores e daquela espera
A rosa enfeitando os cabelos
A quimera, o amor, os apelos.

Dançou, bailou como nunca!
Cantaram sua alma os bandolins
Lembrou-se dos beijos na nuca
Viu-se ao redor de querubins.

Sentiu-se a estrela iluminada
A bailarina do amor encantada
Dançou rodopiou, enfim chorou!
Embriagada, de repente acordou!


27/04/08

LuliCoutinho


www.lulicoutinho.prosaeverso.net

VYRENA


Vyrena


Sou Antonia Nery Vanti (Vyrena/Aneryv), nascida 16 de fevereiro em Santiago R/S. Há 27 anos residindo em Porto Alegre. Graduada e Letras, professora apoesentada. Casada, um casal de filhos e um de netos ( os melhores presentes que recebi de Deus)
Romântica e sonhadora, comecei, mesmo, a escrever, quando descobri a internet. Sendo um pouco tímida e retraída, é em frente à telinha, que deixo vazar meus sentimentos. Atulamente possuo dois sites, http://br.geocities.com/aneryv/index.html completo e
http://br.geocities.com/vyrenainventandosonhos, em andamento , feitos por mim, depois de fazer o cursinho no grupo FrontPage.
"Não me considero poeta, apenas descrevo sonhos e fantasias acumulados na alma e, que de repente, como lava de um vulcão, emergem das profundezas para o papel."
Um pensamento:" Os sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente" (Vyrena)



Vem, amor

Antonia Nery Vanti (Vyrena)

Vem amor,
vamos bailar
pelos jardins e pelos prados.
Sentir o perfume das flores
e o cheiro do capim molhado.
Vem, vamos sonhar abraçados,
os corações num ritmo alucinado.
Quero dançar, quero te beijar
e te amar até dia raiar!

Sente no ar a melodia,
faze-me flutuar em nuvens cor de rosa,
meus sentidos anestesia
nessa áurea fantasia voluptuosa
que a meus anseios sacia.

Vyrena





Retalhos da vida




Antonia Nery Vanti (vyrena)




Revirando meus guardados

No baú da saudade...

Encontrei ... meio mofados...

Retalhos de minha vida:

Restos de felicidade...

Partículas de antigos amores

Que ali permaneciam esquecidos...

Perdidos... já fora da realidade!

Entre as páginas amareladas

Do romance preferido...

um amor perfeito amassado...

Quiçá...presente de um namorado!

O sabor de um beijo roubado

Num retrato que foi tirado

Num cantinho do jardim ...

Onde as borboletas curiosas espiavam...

Escondendo-se entre os jasmins

Entre todas essas lembranças

Encontrei até mesmo

O sufoco do abraço apertado

E o sabor salgado das lágrimas

Que rolavam nas despedidas

E encharcavam o lenço bordado

Com que... disfarçadamente

as enxugava!

Com o coração apertado...

Despedi-me da juventude

Que bem longe ficou

Perdida no passado!




6 de set de 2008

MEU GRANDE, GRANDE AMOR...


Meu grande, grande amor!


Luz...
Leve,
Livre,
Solta...
Estrela!
Pele macia...
Corpo!
Tórrida presença...
Calor!
Que me anima a existência!
Meu amor!
Realidade que aos meus melhores sonhos
Se assemelha!
Sonho que abarca
O corpo de minha realidade!
Minha verdade...
Minha consciência...
Meu céu,
Meu mar...
Minha terra,
Meu ar!
Meu grande, grande amor!


Edvaldo Rosa

WWW.SACPAIXAO.NET

30/08/2008

A DOR DE AMOR...


A DOR DE AMOR...

A dor parte em partes
O próprio tempo da dor...
O antes se confunde com o depois!
É um tempo que se divide em dois...
E os olhos estatelados,
procura um lado,
para fixar-se...
Retem-se na ferida...
Aberta boca por onde se esvai a vida,
com medos inconfessáveis...
E o ser então dividido em dois,
não vê em si a própria unidade!
A dor na verdade,
antes é sintoma!
É sinal de alerta,
um grito da ferida aberta
em nós!
A dor de amor
assim se manifesta...
E se propaga!
Qual chama que a brisa atiça e espalha!
Carece de mãos que a aplaquem...
Mãos que apalpem a ferida!
Que unam as partes,
E curem a ferida!
A dor de amor de amor carece!
Para que nem doa, nem arde...
E nem lembrança deixe na memória,
nem saudade!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
02/09/2008

UM TELEFONEMA DO MEU AMOR...


Estava só!
Pensava em nós...
Vagando entre as horas
De um dia frio...
Queria tanto ouvir a tua voz!
Quando o telefone me chamou,
E o teu número eu vi,
Entre olhos incrédulos...
Senti um calor percorrer-me inteira...
Tua boca colei ao meu ouvido...
Enquanto te ouvia,
Imaginava teus beijos,
Com o ouvido atento!
E no som em tuas palavras,
Notei carinho, senti aconchego!
Já não estava só,
O frio do dia nem mais senti!
Tua voz trouxe para mim
Novo alento!
Como é bom ouvir a tua voz...
Ela me faz feliz!


Edvaldo Rosa
03/09/2008
WWW.SACPAIXAO.NET

18 de mar de 2008

TANTAS VONTADES...


Tantas vontades...


Ver-te desnuda a meu lado,
a meu lado ver-te quase desfalecer...
Tuas mãos desnudando tua nuca,
para nela com meus beijos,
tua pele umedecer...
E ver a tua pele se arrepiar a cada beijo!
E a cada beijo sentir-te amolecer...
E teus lábios aproximando-se de meus ouvidos,
ouvir os murmúrios que deles partem...
E a cada palavra tua, caminhando pelos meus ouvidos,
sentir os meus sentidos se perder...
E as mãos deslizando pelo teu corpo,
enquanto as tuas delizam pelo meu ser...
Nossos corpos se enredando um no outro,
procurando caminhos para dentro de nosso ser...
São tantas as vontades que me invadem...
È tanto desejo que sinto por você
que com estas tantas vontades eu não gostaria de morrer!


Edvaldo Rosa
18/03/2008
www.sacpaixao.net

NOSSOS CORPOS MUDOS...





Nossos corpos mudos...

E assim, vão nossos corpos
cada um a seu tempo e a seu modo
encobrindo as palavras que nascem em nós...
Delegando nossos pensamentos e nossos sentimentos,
nascidos nos nossos recantos mais intimos,
a outros modos de ser...
E no deixarmos para depois,
numa espera de um momento melhor,
o medo em nossos corpos de se expor,
nos abandona ás imaginações silênciosas...
E sofrem nossos corpos mudos,
nossas almas sofrem dentro de nós...
Nosso pensamento se turva,
medos se instalam em nossos corações
e imaginamos naqueles que de nós se aproximam
outros mundos se tornando possíveis e melhores,
atravêz da simples presença dos outros
que se aproximam de nós...

Edvaldo Rosa
18/03/2008
www.sacpaixao.net

10 de set de 2007

MARICI BROSS NO SAC PAIXAO



O Mar de Tuas Mãos

(Marici Bross)



O mar avança
suavemente, sobre a areia
E você suavemente
sobre meu corpo

Corpo que exala paixão
E de tuas mãos, ávidas
carinhosas a me percorrer

A lua continua linda,
Não ofereço resistência
mas estremeço a teu toque

Mãos que afagam
num frenesi ardente
levando-me a explosão
total de sentimentos

Marici Bross

24/04/02


Loucura

(Marici Bross)

Deste amor gostoso
nascem, em mim,
poemas e flores

Onde sou a terra fértil
e depositas teu grão
Para que germine

Mas que loucura, é esta,
Que me desequilibra,
E tira meus pés do chão

Que loucura gostosa
É está que me transporta
as nuvens
que tira, meus pés
do chão.

Que loucura,
gostosa é esta
Que me leva
Ao teu coração.


Marici Bross.

14/05/02.


Ir, voar, levitar.
(Marici Bross)


Neste levitar de emoções
Levo minha alma as alturas
Vôo como a águia sem rumo
Num torvelinho de emoções

Um voar leve,
Quase um planar de emoções
Um ir, um voar, um levitar

Estou flutuando
Como a brisa que chega
E invade meu corpo

Vou neste infinito
Sem saber aonde chegar
Não importa.
As emoções chegam
Se instalam
E enchem minha alma de amor.

E assim chego a você.
Onde encontro meu porto seguro
Para minhas asas repousar.
Bendito seja,
Meu Pai de Amor.

SP, 11-02-05 - 10:30h.

MARCIAL SALAVERRY NO SAC PAIXAO




AS CORES DA AMIZADE

Marcial Salaverry


Vamos nos dar as mãos, um círculo formar...

Assim, vamos nossos corações unir...

Com sincera amizade, nossas vidas alegrar,

neste momento, e também no porvir...

Com a alma plena de amizade,

unindo nossos corações...

Amizade oferecida com sinceridade,

é um constante renovar de boas emoções...

Venha... pegue minha mão...

Simbolicamente, leve-a até seu coração...

Sinta como ele vai bater...

Mais forte... mais alegre... renovado...

Deixe-o se comover...

Esqueça o passado...

Sinta sua alma plena de amor...

Esqueça qualquer dor...

Aproveitemos esta nossa amizade,

porque ela é sincera... de verdade.

"Amigos para sempre"....

Não é apenas uma frase, quando há sinceridade...

É um sentimento forte, que não pode acabar


Marcial Salaverry


SAUDADE DE TI

Marcial Salaverry



Saudade sentimento que cresce

quando o amor se afasta.

Sentimos a alma pesada,

o coração vazio, perece...

Um dia... um ano... o que é o tempo?

quando não temos quem queremos,

tudo fica triste, fica um tormento,

um triste contratempo.

É aquele amor que faz falta,

aquele contato querido,

que quando não temos,

a saudade nos assalta.

Por que o amor faz sofrer?

Por que o amor faz doer?

Se na verdade amar é viver,

Amar é renascer.



Marcial Salaverry



BEIJOS POETICOS

Marcial Salaverry



Beijos poéticos são aqueles,

que se não tem o encontro dos lábios,

tem o encontro das almas...

São beijos quase vividos...

quase sentidos, são apenas lidos.

São beijos encontrados

nas rimas de uma poema de amor,

mas que transmitem muito calor.

São beijos dados na alma,

coisa que excita, e acalma.

Sabemo-nos amados,

sentimo-nos beijados...

No físico, não os temos,

na alma os recebemos...

São sentidos no coração,

dando toda a emoção.

São beijos poéticos...

quase proféticos.

Mostram como poderá ser

o amor que se viver...

Se será ou não será,

depois se verá...

São apenas, beijos poéticos,

descobertos e sentidos

nas rimas de um poema de amor...



Marcial Salaverry

CARLOS SILVA NO SAC PAIXAO




Estrangeirismo

Carlos Silva e Sandra Regina

Outro dia me convidaram para irmos ao MC DONALD'S comermos CHEES BURGER.
O salão estava lotado e fizemos os pedidos através de um tal de DRIVE THRU. Os colegas percebendo a minha irritação disseram: se tu tiver com pressa, eles têm um sistema de DELIVERY, maravilhoso. Desacostumado com este linguajar chamei os cabas:
- Vâmo s’imbóra.
Seguimos pela avenida HENRIQUE SCHAUMANN, onde pude observar um OUT DOOR escrito: CHINA IN BOX, e uma seta indicativa PARKING.Nós não paramos por lá não.
Seguimos mais adiante, avistamos um restaurante bonito e luxuoso, e na porta de entrada uma luz neon piscando escrita OPEN.
Quando olhei pro chão, pude ver estampado um capacho com a bandeira americana me convidando: WELLCOME. Ao adentrarmos naquele recinto eu pude observar na sua decoração, e nas paredes estavam escrito assim: ICE CAKE, CHEES EGG, CHEES BURGER e FAST FOOD.
Eu pensei comigo: “FOOD na Bahia a gente USA numa outra situação...”
Do meu lado esquerdo uma garota tomava uma cerveja numa lata vermelha e azul cuja marca era BUDWISER. O camarada que lhe acompanhava tomava sua LONG NECK HEINIKENN. Do me lado direito uma loira bonita peituda falava pro cabra com vóz sensual assim: “Eu trabalho numa RELAX FOR MAN...”
E ele pergunta prá ela: “Fica próximo do Motel MY FLOWERS?”. E ela lhe responde:
“Não BABY, fica junto ao NIGHT CLUB WONDERFUL PENETRATION!”
A fome aumentava juntamente com a raiva, e eu não sabia se pedia um HOT DOG, ou um simples cachorro quente.
Emputecido mais uma vez com aquela situação, chamei os caboclos:
- Vâmo s’imbóra.
Na saída o manobrista nos recebe e nos entrega as chaves do nosso possante veiculo – um fusca 68 fabricado em Volta Redonda na época do presidente JUSCELINO KUBITSCHEK.
Ele olha prá mim e me diz: “THANKYOU SIR AND HAVE A GOOD NIGHT.” E eu usando toda minha simplicidade e educação que aprendi no sertão da Bahia, olhei prá ele e lhe disse:
- VÁ PRÁ PUTA QUE LHE PARIU.

___________________________________________________________________

MÚSICA APRESENTADA NO 1° SARAU DE POESIAS DO WWW.SACPAIXAO.NET
PELO CANTOR CARLOS SILVA

___________________________________________________________________


Um cantador um poeta, agradecido em versos, por este mundo, carregado de tanta gente boa.
Agradeço sempre a Deus ás pessoas bôas que Ele me fêz conhecer através da minha arte e dos palcos da vida, onde meus pés orgulhosamente já pisaram deixando um rastro de amizades inesqueciveis.
Que um punhado de versos, trovas e rimas, sempre os acompanhe e que
Deus vos abençoe ricamente em todas as suas investidas neste vasto mundo do Nosso Criador.

Carlos Silva

"TAMO POR AI FAZENDO ARTE ENTORTANDO VERSOS POR TODA PARTE"


Metrificando versos, poematizando os nossos causos e cordeis.

Visite-nos:

http://bandasdegaragem.com.br/carlossilvacantador (Ouça nossas musicas)
www.traquejo.com.br (conheça alguns textos)
www.recantodasletras.com.br/autores/apora (poesias e cordeis)
http://www.youtube.com/watch?v=j_88vH2oAiw nosso video

LULLI COUTINHO NO SAC PAIXAO




Minhas Dores


Calam-se minhas dores
Guardadas em minha essência
O coração sente a ausência
De um colo acolhedor.

A falta do abraço forte
O beijo que deseja boa sorte
Um carinho doce e amado
Para se ter no peito guardado.

Nada sabes da fragilidade
Sentida nesses momentos
É solidão de velhas madrugadas
Pisadas em flores desfolhadas.

Uma luz que desfalece traços
Um gesto que esvaece abraços
E o apelo por não mais sofrer
Segredo meu ninguém perceber.

Sabes que morro aos poucos
Talvez não! Será que sabes?
A mulher que existe aqui...
Que vive o sorriso para ti?

Talvez se gritasse ao mundo
Que me cobra a todo segundo
A beleza do sonho que sonho
Faze-lo real, transforma-lo jardim?


04/09/07

LuliCoutinho



Se Queres me Seduzir...


Chegue manso, delicado ao me tocar!
Cante versos de amor ao sussurrar
Que tuas mãos sejam feitas pra acariciar
E teus beijos bordem beijos de sonhar.

Mostre os segredos aqueles, que tens medo!
Que tua alma seja o branco do luar
E possuas a sabedoria dos arcanjos
E que os deuses iluminem os teus anjos.

Serpenteie meu coração de carinho
Com fios de seda, teça o teu ninho!
Traga flores raras com seu chegar!
Espero-te em anseios, carinhosa a te amar.

Sinto no peito que virás me seduzir
E por teu jeito meu corpo conduzir
Os devaneios, loucos da ilusão,
A me tragar em suspiros de paixão.

31/08/07

LuliCoutinho


Por Este Amor

Ousei demais por este amor
Hoje sei a quantas marcas
Cravadas em meu coração.

Um corpo no cio,
O cheiro de sândalo,
Um rosto de paixão.

Cantei os versos que às vezes canto
Numa coreografia em cima do pranto
Torturando-me pela esperança consumida
Pelo amor que ousei declarar-me assumida.

Um corpo sofrido,
O cheiro exaurido,
Um rosto de solidão.

Onde andará esta canção?
Não ouço, não sinto mais o manto!
Perdeu-se na escuridão!


29/08/07

LuliCoutinho

LUIZ CARLOS MORDEGANE - UM VELHO MENINO NO SACPAIXAO



Cala-te Poeta

A poesia
Por si fala.
Portanto...
Cala-te poeta!
Que o silencio
Grite teus amores,
Transpassando
Teus sonhos,
Aplacando
No éter
Tuas dores.
Que escorram
Tuas lagrimas,
Feito pérolas
Sagradas,
A reluzirem
Em plácido
Semblante,
Por olhos
Semicerrados,
Perdidos,
Luzidos,
Por amores
Do ontem.


Luis Carlos Mordegane
umvelhomenino




ESSÊNCIA DA INSPIRAÇÃO


No infinito teço o destino...

Com as estrelas, desenho

com delicadeza teu perfil.

Traço, indelével, a sinuosidade

em relevo de tuas curvas...

Perfeitas, tal qual escultura,

cinzeladas, pelo mais hábil

de todos os artesãos,

o escultor do tempo...

Na tela, o risco de teus lábios

Delineados, cuidadosamente,

para não se perder a sensualidade

que com magistral beleza

transcende, ao se abrir

no mais lindo sorriso...

Com as mãos firmes

vai o artista dos pinceis,

a misturar cores de lúbrico teor...

E no fértil campo da imaginação,

buscando inspiração nos sonhos,

expressando sublime emoção

delira o poeta, delineando versos.

E como esteticista da palavra,

Trazendo o belo na essência da inspiração,

Transforma palavras soltas em poesia e canção.

Calando...


Luis Carlos Mordegane
umvelhomenino
11/2004



A Canção da Vida


O tempo

Lá fora

A marcar...

Perdido

Na noite

D’um sonho

De amor

Um barco

Vasqueja

A vagar

Nas ondas,

Estrelas

A brilhar...

Na pele

Saudade

De amar,

Na boca

Sorrindo

Ao luar

Da vida

A canção

Entoar...

Lembranças

Que vêm

Do mar...



Luis Carlos Mordegane
umvelhomenino



Assim "Como a Poesia a Musica é a arte de revelar o Amor sob todas as formas..."LC Mordegane(umvelhomenino)


http://umvelhomenino.dadoseideias.com.br/

http://www.megaone.com/trovadores/baixos/mordegane.htm

http://ecosdapoesia.net/brasil/index5.htm

http://ecosdapoesia.net/Poetas/luis_carlos_mordegane.html

http://www.luiscarlosmordegane.mayte.us/

http://www.comunidademayte.com/Portal/autores.php?id=16

http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=1246

http://www.abrali.com/web/lcmordegane/index.htm

http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=588

http://www.usinadaspalavras.com/index.html?p=textos_autor&aut_id=145

http://www.temploxv.pro.br/autor.aspx?id=630
__________________________________________________

CIRANDA VONTADES




CIRANDA VONTADE...

Organizadora:

Eudália A.


Tenho vontade de ser//

O que a ainda não sou//

vivo temas a escrever//

por vontade de esquecer.



***



A minha vontade//

e de ter um namorado//

que por mim será amado//

passarei horas com vontade

de estar ao teu lado///



Flor Enigmática

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=20995


Ah, vontades, quantas eu tenho!!//

Algumas nem ouso revelar//

Mas apesar de meu empenho//

Não consigo sufocar.//

Outras são bem inocentes//

Apenas vontade de viver//

Amar, ser sua, ter você//

E ser feliz eternamente.



Ângela Rodrigues

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=18247




Um calafrio /

- de calor - /

arde / no cio / da pele... /

É o amor / que nos invade;

/ Morramos por ele.../

Em festejo,/

selado com um beijo



Henricabilio

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=5175




Minha vontade não passa//

Eu te queria bem perto//

Uma vontade devassa//

De te ter a céu aberto//

Quando me vem a vontade//

Não posso me controlar//

Me incentiva a saudade//

A vontade de te amar.///



Claraluna

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=21115



Vontade eu tenho é verdade//

vontade de dar-te um beijo//

na verdade é mais que vontade//

é um incontrolável desejo.





Tania Rachel Boos

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=21060



Vontade de verdade! /

É prazer é emoção/

Vida bem vivida /

Com amor e devoção/

A vontade é água de beber /

Importante para nossa nação /

que com águas de amor /

Vive a vontade de vencer!/

Acalentando corações.



Profa

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=3605


De tudo um pouco eu quero,
pra me dar felicidade,
ter o seu beijo espero
pra matar minha vontade,
tenho vontade de amar
e ser feliz e sorrir,
de teu carinho ganhar,
tua presença sentir.

Milla Pereira


Vontade...

Minha boca tão seca, tão ávida

quanto anseia pelo nectar em sua boca...

Louca se entrega ao desejo de teus beijos,

e quanto não sonha e divaga

enquanto a sensação do beijo

em meu ser se propaga!

Saciada a fome de beijos,

meus lábios passeiam pelo teu corpo,

pouco a pouco, em tua tez macia

naufraga...

A fome é tanta e é vasta,

que não finda com teus beijos,

e em teu corpo procura o alimento

que a sacie... E debaste!

Teu pescoço, me embriaga,

perfumado, macio, pulsante...

Nele minha fome se alastra!

Mordisco o nóbulo de tua orelha,

enquanto murmúrios em meus ouvidos ecoam...

Louco, aperto teu corpo contra meu corpo!

Extasiado sinto-me cravado pelos teus seios...

Louco da fome que me invade,

quero mordê-los inteiros!

Vontades me invadem...

A noite será pouca para saciá-las...

Demorarei sei bem, um pouco mais

em teus seios...

Antes das outras vontades

serem saciadas...

Por estarem espalhadas

em teu corpo inteiro!

Edvaldo Rosa

WWW.SACPAIXAO.NET

07/09/2007

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=646



VONTADE...


Sinto vontade de você,
vontade de sentir
de tê-lo por inteiro,
de te beijar,
de te abraçar!
Quantas vontades eu sinto,
de apertá-lo contra o peito,
para sentir o teu calor...
Sentir o vibrar do seu coração
junto ao meu!
Quanta vontade de sentir o seu cheiro,
penetrando bem dentro de meu ser...
Ter o seu cheiro envolvendo-me por inteiro,
levando-me ás alturas...
Desejo sentir as suas mãos nas minhas,
senti-las subindo e descendo pelo meu corpo,
louco de desejo por ti!
Amado, tens coragem de me deixar assim,
só te desejando?
Que faço com tantas vontades?
Venha!
Não me deixe só com desejos!
Queimam minha alma...
Abrasam minhas carnes!
Mata meus desejos!
Eu só quero você!
Venha deitar-se em meus braços...
só pra depois, bem depois, bem depois
adormecer!

Eudália A.


http://recantodasletras.uol.com.br/autores/eudalia


De forma bem sutil//
ela chega e vai entrando//
toma o corpo//
invade a alma//
e o coração vai se entregando.//
Vontade de sorrir//
desejo de cantar//
vontade de explodir//
no desejo de amar.//

Maria Luiza D Errico Nieto



Quando vejo as tuas coxas//

me dá aquela vontade//

tento contolar a onda//

algo cresce em mim,é tarde...//



Zeca Repentista

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=25983



"Vontade, desejo de sedução/

alegra sempre meu coração./

Quero beijos do meu amado,/

e que ele seja eternamente apaixonado



Cláudia Zin

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=21536


minha mãe já me dizia//

vontade é uma coisa que dá e passa//

mas não era esta minha sina//

quando te vi de vontade de ti eu morri!



Lu Ferrazz

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=25740



VONTADE DE SER...

UM SUSPIRO DE AMOR

VONTADE DE SER BEIJA-FLOR

VONTADE DE SER...

PÔR-DO-SOL DE VERÃO

QUE AQUECE O CORAÇÃO

VONTADE DE SER...

NOITE ENLUARADA

NO FRESCOR DA MADRUGADA

VONTADE DE SER

DOCE MELODIA

NUMA BELA SINFONIA

VONTADE DE SER ...

FLOR DE PRIMAVERA

ENFEITANDO A JANELA

VONTADE DE SER...

BAILARINA NUM SONHO DE MENINA

VONTADE DE SER...

TUA VONTADE

E SÓ TE TRAZER FELICIDADE!



Malu Novo

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=9731


A vontade de te ver/

é a minha maior vontade/

Por isso fico à vontade/

Para te amar com vontade.



Maria Helena Sleutjes

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=2077


vontade sempre nos dá/

de viver e entrelaçar/

nos braços do amado/

alucinantes em beijos/

ardentes em pura paixão/



Beri

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=19819



"MAIS VONTADE" /

A vontade de beijar-te /

Ao beijar senti saudade... /

Mais beijo mais tenho vontade /

De eternamente amar-te. /



Antonio Hugo.

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=3953



Ah! vontade desmedida /

de te beijar loucamente. /

Tu estás na minha vida: /

no meu futuro obscuro, /

no passado, no presente.



HLuna

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=7517



As vontades que vem e que a alma sustém

Se fazem mais fortes sentidas a alguém

Que aos sonhos habita e ao peito agita

E preenchem de amor essa voz que te grita



Bailanoar

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=23750



Ah! Vontade de conhecer o profundo deste mundo,/

Ser pintada do azul do imenso mar,/

Vontade da vida, da alegria e da felicidade/

Que o abraço amigo sempre me traz.



Mariza Brasil

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=17434



AH! QUE VONTADE EU TENHO/

DE PODER TE CONQUISTAR/

TODAVIA, ME CONTENHO/

O MEDO VEM ME SUFOCAR.



Deley

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=14853


Vontade/

De ver lealdade/

De limpeza na cidade/

De escola prá mocidade/

E de saúde prá gente de toda idade/



José Romeu

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=19497



Com vontade de amar./

Foi assim que amanheci./

Com vontade de chorar.../

Amanheci assim/

Cheia de vontades./

Vontade de voltar ser jovem/

De correr como antes/

De andar de rolemã/

( hoje é skate, patins)/

Depois vontade de .../

com vontade de abraçar/

O mundo inteiro/

Mas... tenho braços curtos/

Tenho vontade de cantar/

Mas sou tão desafinada!/

Tenho tantas vontades.../

Mas de uma só eu não abro mão./

É a vontade de te amar./

De rolar com você pela grama, pela cama.../

Tenho vontade incontrolável /

De beijar tua boca/

De forma tão louca.../

Amanheci.../

Tão cheia de vontades.../

Tenho tantas vontades/

De amar... de viver.../

De sorrir...de cantar a vida!



Marlene Vieira Aragão

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=11284



Dá vontade de escrever//

tudo que vai na alma//

vontade de ter você//

pois teu beijo me acalma.


ANGELICA ARANTES

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=14855



Um beijo que me acalma//

è a minha vontade//

minha realidade//

estando em seus abraços/

vivo em plena felicidade.


Karlla

http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=25437

27 de ago de 2007

Veja meu Slide Show!

18 de ago de 2007

Um recadinho pra você! Uma declaração de amor...


Um recadinho pra você!

Uma declaração de amor...

Gunter, há 26 anos atráz eu e seu pai com muito amor planejamos ter um filho.
Ele muito ancioso e eu com um pouco de receio por causa de minha idade.
Mas o nosso amor era maior que meus receios e com muito amor e carinho geramos você!
Você foi gerado e esperado com muito carinho, esperado com muita anciedade e emoção!
Por fim em uma linda tarde de 3 de agosto você deu sinal de que estaria pronto para vir colorir o meu viver e encher de alegria o meu mundo. O dia tão sonhado se apresentava!
Seu pai todo atrapalhado, hoje ao lembrar-me sorrio, me levou á maternidade onde estavam á sua espera os seus irmãos e avós.
Recebemos então em nossa familia um belo menino que hoje completa 26 anos para a alegria de todos da familia! E de outros mais que te conhecem e adoram!
E eu estou aqui lhe escrevendo esta declaração de amor!
Com meu coração transbordando de felicidade e imensa gratidão a Deus por tua presença em minha vida!
E você é meu querido filho, e o que eu posso lhe desejar neste dia?
Querido filho, desejo-lhe toda a felicidade do mundo, pois você veio para ser feliz, pois você merece ser feliz!
Que hoje possa ser marcado em sua vida um novo momento de realizações e felicidade, um novo tempo de abundância tanto no trabalho, quanto na saúde, quanto no amor!
Seja feliz meu querido filho!
Feliz aniversário!
Gunter eu te amo!
E este amor não será nunca destruido ou amenizado por nada nesta vida ou alêm dela pelos caminhos do tempo, da eternidade... Este amor é tão forte que permanecará meu querido por todas as eras e eras...
Serás meu querido filho por toda a eternidade afora!
E constituirá uma alegria em minha alma, me fortalecendo para cruzar todas elas!


Eudália A.

Eudalia alves martins
Publicado no Recanto das Letras em 03/08/2007
Código do texto: T591300

19 de jun de 2007

DUETO - OS OLHOS - EDVALDO ROSA / ANGÈLICA ARANTES


OS OLHOS



EDVALDO ROSA

Os olhos doem de tanto pranto,
e o coração ainda assim se desespera...
Nem tinha idéia de te amar tanto,
pena, é tarde, tu não estas mais a minha espera! 


ANGÉLICA ARANTES


Não estas mais a minha espera,
Disso tenha a certeza...
em meus sonhos de quimera,
Meus olhos te veem com clareza
.


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

DUETO - UM SORRISO / EDVALDO ROSA / ANGÉLICA ARANTES


UM SORRISO

Edvaldo Rosa  /  Angelica Arantes


EDVALDO ROSA

Um sorriso em seu rosto
é o prêmio pretendido,
esforçar-me-ei com gosto,
quero, pela luz de seu sorriso, ser favorecido!

ANGÉLICA ARANTES

Quero mais que um sorriso
Meu esforço foi bem merecido
De um beijo seu também preciso
Será muito o meu pedido?


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

DUETO - BEIJA-ME,BEIJA-ME,BEIJA-ME / EDVALDO ROSA - ANGELICA ARANTES


BEIJA-ME,BEIJA-ME,BEIJA-ME

Edvaldo Rosa // Angélica Arantes


EDVALDO ROSA

Beija meus lábios,
como antigamente,
quando olhavamos de soslaios,
a ver se não era sonho somente

ANGÉLICA ARANTES

Não era sonho sómente
Era a realidade,
Com seu beijo indecente
Meus labios queimam de verdade


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

DIA DOS NAMORADOS / VONTADE - EUDÁLIA A. - DIVULGAÇÃO



Vontade...

Sinto uma vontade de você,
vontade de ti sentir,
vontade de tê-lo por inteiro,
de te beijar,
de te abraçar...
Quanta vontade eu sinto,
de apertá-lo contra o peito,
para sentir o seu calor!
Sentir o vibrar de seu coração
junto ao meu!
Quanta vontade de sentir teu cheiro,
penetrando-me bem lá no fundo...
Ter seu cheiro envolvendo-me inteira,
levando-me ás alturas...
Esse desejo de sentir suas mãos nas minhas...
Senti-las subindo e descendo em meu corpo,
louco de desejos por ti!
Ó amado, tens coragem de deixar-me assim
só te desejando?
Amado que faço eu com estas vontades?
Venha!
Não me deixe só com estes desejos,
que me queima a alma, abrasando as minhas carnes!
Mata meus desejos,
venha amado, eu só quero você!
Venha, deite-se em meus braços...
Só pra depois, bem depois, bem depois adormecer!

Eudália A.
26/01/2007


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

O MUNDO - EFIGÊNIA COUTINHO - DIVULGAÇÃO

 MUNDO
" Como O mundo seria
      mais mundo e menos " mudo" ,
         se cada um
            moldasse uma partícula
               de argila de sua alma
                  para outra alma."
                      Certamente poderíamos
         conversar com muitas outras almas!"

               Efigênia Coutinho
                     18-10-02


POESIA DE EFIGÊNIA COUTINHO POSTADA NO WWW.SACPAIXAO.NET COM MUITO CARINHO!

TEXTO E FORMATAÇÃO DA AUTORA.

CONHEÇA O TRABALHO DE EFIGÊNIA COUTINHO ACESSANDO:
http://www.avspe.eti.br/


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

PALAVRAS... LUIZ CARLOS MORDEGANE - DIVULGAÇÃO



Queria falar e poder demonstrar
O que sinto por ti...
Mas o que fazer?
Se meus gestos são falhos,
Minhas palavras não saem,
Minha voz cala-se...

Queria ser poeta e fazer versos
De amor, em louvor a tão sublime beleza,
Com lindas palavras eloqüentes;
Ou como os pássaros que saltitam
Em torno de sua amada,
Com lindos e inebriantes gorjeios,
Tecem a corte ao seu amor...

Ah! Que falta fazem-me as palavras!
Ah! Como queria poeta ser...
Acharia palavras para expressar
A beleza da lua, seus encantos e mistérios...
E as diria a ti, como só o fazem os poetas.
Envolvendo-te neste lindo mistério e esplendor,
Encontrado no fantástico jogo de fases,
Tão lindo como o jogo do amor!

Mas o que fazer?
Com minha timidez,
Não encontro palavras...
Palavras! Palavras...
Luis Calos Mordegane
umvelhomenino


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

O OUTRO...


O OUTRO...
 
Deixo calar a minha boca, louca,
outra boca que não a sua...
Deixo brotar em mim suspiros,
que em mim não foram plantados por ti!
Deixo que outro percorra meu corpo,
que me vire do avesso,
para ver se te esqueço,
e seja feliz!
Mas estou tão presa em tuas garras,
tão enredada em tuas malhas,
que mesmo sendo de outro,
é por ti meu grito louco,
meus suspiros longos,
meus murmúrios langüidos!
Sinto que as mãos que me tocam,
são as tuas!
Tua é a boca que me suga!
Teu é o corpo que me devora!
Estou presa! Sou presa! E meu algoz me apavora!
A lembrança tua é tão doida, vivída,
a tua face se reflete na que me olha,
tua voz parece que da outra boca evola,
teu cheiro, procuro nos pelos,
daquele que me abraça agora!
Estou presa numa cela sem barras, sem paredes,
estou presa em tuas garras,
morrendo em tua rede!
Só penso em ti, constantemente!
Como se aqui estivesse,
ao meu lado deitado,
comigo acordando, ao romper de cada nova aurora!
Resta-me viver, se é que vivo, presa,
nesta cela de lembranças e remorsos...
Não há futuro para nós á nossa porta,
este mofa enterrado em nosso passado!
Meu coração é quem te invoca,
fantasta de minhas noites mais encantadas,
onde jogada em teus braços,
ante a força de teu abraço,
sob o véu de teus cabelos longos,
cegando os meus olhos antes da minha entrega...
E viver do sonho então ando vivendo!
Vendo no outro a ti que não tenho aqui agora...

Edvaldo Rosa
14/06/2007


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

CASEI-ME HOJE!


Casei-me hoje... 

Minha singela homenagem á  

MOACYR MALLEMONT E NAIRA MALLEMONT
 
Casei-me hoje,
estando cansado de tanta solidão,
uni-me a um sonho,
dando-lhe substância,
fazendo com que seja realidade!
Uni-me hoje com a felicidade,
com aquela que me completa,
aquela que completo,
com meus carinhos e afetos...
Minha presença,
a deseja presente em todos os instantes...
Meu corpo é todo dela,
minha alma se reflete e completa nela...
Casamos hoje,
nossos passados, antes tão solitários...
Nosso futuro então teceremos, juntos
a quatro mãos...
Dois corações...
Duas almas...
Em plena, feliz, calma, amorosa
Comunhão!
 
 
Edvaldo Rosa


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

COMO ÁGUA...


Como água...
 
Hoje o dia transcorreu como água
entre os dedos meus...
Ainda á pouco era madrugada,
agora me ofereces teu ombro,
para que durma sobre os cabelos teus!
Dia de paz e encantamentos
trouxe breves momentos, leves, tranqüilos
onde nos olhamos, nos falamos, nos tocamos
com calma, com as almas que Deus nos deu!
Não passaram pela minha cabeça,
durezas que fariam difíceis os passos na travessia deste dia...
Não houveram tristezas...
Não houveram renúncias...
E agora estendes o corpo langüidamente como gata,
ao meu corpo que se retessa...
A espera que me possuas, e tuas garras
em minhas costas façam frestas...
Nas águas que escorreram neste dia, nas horas dispersas
veio navegando a nau de nossas vidas...
Em águas mansas e quietas...
Que nossa nau navegue sob outros céus de brigadeiro,
noutros dias, futuros dias de nossas vidas...
Que venham outras águas,
outros momentos de calma, de paz e encantamento...
É chegada a hora de amá-la...
Bridemos com amor o tempo da vida que nos resta!
Façamos em nossos corpos festa!
Que suas garras de gata façam em meu corpo as frestas
por onde escorram outras águas...
Gozo de amor, do amar que nos espera e nos liberta!

Edvaldo Rosa
17/06/2007
 


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

O SEGREDO...


O segredo...
 
Mote:

" O segredo é a resposta para tudo que é, o que foi,e tudo que virá a ser. "

Emerson

Tens dentro de si um segredo...
Que tento aos poucos desvendar!
Vou procurando em teus beijos,
nos teus braços ando a procurar!
Vou fitando teus olhos negros,
na luz que neles brilha quero me banhar...
Vou sentindo-me em seu coração adentrando,
em sua alma quero estar!
Assim vou passo a passo te descortinando,
os véus que te cobrem desfraldando...
Mas o teu segredo esta mais no fundo,
do mundo, que é teu coração, 

em tua alma,
universo pra se explorar!
Dentro de si guardas um segredo
que teus murmúrios loucos não deixam escapar...
Nem teu fogo, nem tua chama!
Mais sei que ele responde minhas perguntas,
sei que me esclarece meus passos no espaço do tempo,
e mais, trará a certeza do futuro,
que a teu lado, só a teu lado, quero, almejo, desejo
alcançar!

Edvaldo Rosa
18/06/2007


Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca.

28 de mai de 2007

O AMOR QUE PERDURA, IMÁCULADO!


O amor que perdura, imáculado!

Em mim o nosso amor perdura,
solto dos tempos que já passaram,
livre entre os momentos presentes,
onde te sinto completamente minha...
Livre para avançar em tempos futuros,
pois este amor que sinto em meu peito,
não tendo fim, nem finda a sua candura,
é o amor que perdura,imáculado!
- A despeito de quanto tempo já tenha durado!
E quanto já o tenha usufruido e gozado!
Este amor em mim não tem nenhuma mágoa,
antes é puro encatamento e doçura...
E quanto já não o temos á prova colocado,
é puro este amor, com muito carinho ofertado!
Este amor por ti então perdura,
como se em outras vidas tivesse começado,
como se fluisse para as vidas futuras,
creio que estará sempre em meu peito guardado!
E em minha alma atada a sua
este amor assim será interminável
pois é o grande tesouro em nossas vidas duras,
e será a luz em nossas caminhadas futuras,
posto que sempre foi a luz
nas trevas de nosso passado!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
28/05/2007

__________________________________________________

18 de mai de 2007

NÃO TENHO MEDO DE AMAR...


Não tenho medo de amar...

Não tenho medo de amar,
abrir meu coração, minh'alma
tornar-me todo carinho e atenção,
dar meu coração pra aconchegar!
Não tenho medo das armadilhas do amor,
pois amor não se deve negar,
não regateio amor,
pois amor não se deve regatear!
Como é bom um aconchego,
um chamego,
braços pra abraçar,
bocas, línguas, lábios pros beijos...
e outros pedaços nos corpos,
cheios de mistérios pra se descortinar!
Não temo a transparência
que o amor nos dá!
Quem tem medo do que tem em si,
nas entranhas de seu coração,
na imensidão da própria alma,
sempre terá medo do amor,
e nunca saberá das maravilhas do amar!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
07/04/2007

__________________________________________________

FORMAS DE AMAR...


Formas de amar...

Beijo as maçãs de teu rosto
como beijo as pétalas das flôres,
reprimindo o desejo de mordê-las
num ósculo delicado,
por não poder comê-las!
Abraço teu corpo por inteiro,
com abraços-tentáculos de polvo,
a querer ao máximo retê-la,
para não tê-la longe de mim de novo!
Olho teus olhos como a olhar estrelas...
Tento reter sua imagem em minhas retinas
como a luz que brilha grudada no firmamento...
Assim sacio meus desejos,
sentindo nos lábios
o teu gosto de mel...
Sentindo nos braços o teu calor de sol...
Retendo nos olhos a sua beleza de céu!

Edvaldo Rosa 

WWW.SACPAIXAO.NET
 
22/04/2007

__________________________________________________

TERAPIA DO AMOR


TERAPIA DO AMOR

Não ter medo de amar,
ter conciência de si e de seu amor!
Não temer falar
não se esquivar de ouvir!
Não ter vergonha de demonstrar amor,
nem de pedir amor ou dar!
Não pensar que a vida é só flôres,
saber tocar nos espinhos que a vida dá!
Valorizar cada momento,
pois cada instante é único e não voltará!
Olhar nos olhos,
falar firme sem vacilar...
Demonstrar sentimentos feridos,
sem ferir ou magoar!
Dar sem pretender receber,
receber sem obrigação de dar!
Amar por inteiro,
amar por partes,
amar com arte, encanto e encantamento!
Pois cada momento
pode ser inesquecivel...
Basta amar!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
18/04/2007

__________________________________________________

NO CALOR DE SEUS BRAÇOS...

 

No calor de seus seus braços...

É no calor de seus braços
que eu quero me encontrar!
Venha não resista!
Deixe que meus braços te enlacem
venha me abraçar!
Não resista, venha, aqui estou!
Cheia de amor para te dar,
quero saciar os teus e os meus desejos,
percorrer teu corpo moreno,.
Enquanto meu corpo percorreras...
Venha deixe que eu te seduza,
que te leve a loucura!
A doce loucura do amor!
Venha deixe que minhas mãos
percorram teu corpo,
e aplaquem as chamas que te fazem arder...
Os teus desejos, deixa-me saciar!
No encontro de nossas bocas,
no encontro do mel de nossos beijos,
o teu que me embriada
o meu que te deixa louco de desejos...
Deixe que nossos corpos se encontrem!
São ambos puro desejo!
Incontido desejo!
Desesperado desejo de se realizar...
Não resista, pois eu já não consigo resistir...
Já não suporto a angústia de tanto te desejar...
Estou louca por ti,
louca contigo por resistir a mim...
E não se entregar!

Eudália A.
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/eudalia

DE CORPO E ALMA!


De corpo e alma...

De corpo e alma
te espero neste momento
de eterno amor e carinho!
Venha e traga-me você
por inteiro!
Pois estou aqui a te desejar...
De corpo e alma!
Quero ser sua
de corpo e alma,
quero ser sua mulher...
Quero te dar todo o meu carinho,
todo o meu amor!
Vamos brincar de amar?
Trocar nossos sentimentos,
nossas caricias e desejos?
Quero-te nesta noite,
olhar as estrelas pela lente de seu olhar...
Ver o espanto das estrelas,
-pois nosso amor é tão lindo...
Pela surpresa de teu olhar!
Venha!
Não resista!
Entregue-se ao nosso amar...
De corpo e alma!

Eudália A.
01/01/2007

RECEITA DE UM GRANDE AMOR!


Receita de um grande amor!

Nosso amor vai se constituindo
apartir de uma simples receitinha:
Em nossos corações, recepientes tão lindos...
Colocamos gotas doces de amizade,
uns tantinhos de carinho,
punhadinhos fartos de desejos,
abraços bem apertadinhos!
Um passar de mãos bem devagarinho...
Olhares bem no fundo dos olhos!
Para completar nossa receitinha,
punhados de beijinhos!
Misturamos tudo isso
com o pulsar de nossos corações apaixonados,
cravados no fundo de nosso peito!
E o resultado de nossa receitinha
é este grande amor que vivemos!

Eudália A.

http://recantodasletras.uol.com.br/autores/eudalia

DIGO QUE TE AMO!


Digo que te amo!

Hoje digo que te amo,
que sem você não saberei viver!
Hoje digo que te quero,
que te desejo!
Hoje digo o que sinto:
Não sinto sentido
na vida sem você!
És a razão de meu viver...
Sem ti tudo perde o sentido,
as flores pedem o seu perfume,
suas cores perdem o viço,
já não são tão vibrantes...
Hoje eu lhe digo de meu amor,
não se demore em senti-lo todo contigo...
Não me transformes na flor sem viço,
sem perfume, sem cor!


Eudália A.
http://sacpaixaopoesias.blogspot.com/
05/01/2007

MORENA!


Morena...


O meu amor vai se derramando todo pelo teu corpo...
Como águas soltas nos caminhos da natureza!
Pelos seus belos cabelos negros,
ninho de meus dedos...
Pelos teus olhos agateados, brilhante a luzir estrelas...
Pelos seus carnudos lábios...
Com gosto de mel!
Por seus seios abundantes
a sobresair lindos e majestosos...
Por sua cintura fina...
Caminho cheio de pecados para seu quadriz!
Por suas coxas, lindas coxas...Coisa louca!
Por suas pernas, perfeitas...
Que guardam entre si, o teu ninho de prazer!
Morena tu me deixas louco...
E o meu amor se derramando em toda você
vai se avolumando ainda mais dentro de mim...
Vibrar por pensar em tê-la
entre meus braços,
em poder beijá-la!
Vibrar por pensar em possui-la
vai minando as minhas resistências...
E o meu amor se derramando sobre ti em ondas
vai rompendo as tuas resistências
para desembocar em seu ámago, puro prazer
feito cachoeira...
Que não queremos que tenha fim...

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
25/04/2007



SOLIDÃO!


Solidão!

É quase manhã lá fora,
e nas brumas de meu quarto,
nas dobras da colcha em meu leito,
nas roupas amarrotadas de agora
estão tudo o que sinto...
Noite mal dormida,
insonia opressora,
pensamentos que vão e vem
sem parada...
Sentimentos ensagües
olhos banhados em lágrimas...
É quase manhã agora,
mas em mim a noite ainda impera!
E espera,
que um sol lhe tome o lugar
e reine!
Onde estas agora,
para onde levaste meu amor?
Onde o calor de teus braços?
Onde o ardor de teus beijos?
Onde o saciar de desejos?
Onde?


Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
28/04/2007

__________________________________________________

ESPELHO QUEBRADO


Espelho quebrado...

E o meu sorriso precisa do seu,
como se estivesse na frente do espelho,
refletindo-se para saber-se existir,
refletindo-se para saber-se sorrir!
A minha alegria precisa da tua,
como se não existisse sem você!
Minha vida é uma extensão da sua,
e se morro, se sofro
não é por que morres e sofres também?
Não suporto teu silêncio,
nem sua distância,
nem seu toque frio,
sem vida, sem esperança!
Teus olhos duros,
palavras ásperas e descuidadas...
Teu corpo que se esquiva de meu toque
tua boca que se nega ao beijo guardado em minha boca... E minha alma precisa tanto
vibrar na mesma vibração da tua...
Para que eu não me perca, não te perca
entre os caminhos de tantos...
Será que perdemos nossas referencias
nossas amarras?
Será que não se enxergam um na outra
as nossas almas?
E tudo agora não passa de estilhaços
do espelho em que nos miravámos outrora?
Pedaços de passado, memórias?

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
28/04/2007

__________________________________________________