18 de mai de 2007

A ÚLTIMA POESIA DE AMOR...


A última poesia de amor...

Nem sei quando escrevi
a última poesia de amor...
Esquecido de quando ele ardeu em mim
sem saber quando ele vibrou em mim...
Não sei quando minhas palavras
eram doces...
Nem quando flôres se abriam em meu coração!
O tempo celere corre ensandecido,
em sua loucura de mim esquecido...
Tempo de venturas, tempo de contemplação!
A última poesia de amor que vi,
não foi a minha...
Era d'outra a sua criação...
Era da amada que de mim mais se distância,
estava em seus lábios que as dizia
com uma saudosa e grata emoção!

Edvaldo Rosa
WWW.SACPAIXAO.NET
28/04/2007

__________________________________________________

Nenhum comentário: